Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes para aprimorar ainda mais a sua experiência em nosso site. Consulte nossa Política de Privacidade para obter mais informações. Ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Rhodiola Rosea 400mg 30 Cápsulas
(Cód. 201)

Composição

Cada cápsula contém:

400mg de Rhodiola rosea, calculado na forma de extrato seco da planta, padronizado a conter 3% de Salidroside.


...
mais informações

Ficou com dúvida?

Entre em contato com nosso time no
WhatsApp (53) 98426-0150.

R$ 33,00

No cartão de crédito em até 12x de R$ 2,75
No Boleto por R$ 33,00 à vista

mais formas de pagamento
Calcular frete e prazo

Descrição do produto

Composição

Cada cápsula contém:

400mg de Rhodiola rosea, calculado na forma de extrato seco da planta, padronizado a conter 3% de Salidroside.


 

Informação Técnica:

Rhodiola rosea é uma planta nativa da Sibéria ártica, internacionalmente conhecida como “Golden Root” ou “Raiz de Ouro”. Não é à toa que essa planta da família Crassulaceae recebeu esse título.

Há séculos as raízes da Rhodiola têm sido usadas pelas culturas da Europa oriental e asiática para melhorar a resistência física e o rendimento de trabalho, a longevidade, a resistência a doenças provocadas por altas latitudes, tonturas, labirintites, zumbidos nos ouvidos e para tratar fadiga, depressão, anemia, impotência, indisposição gastrintestinal, infecções e desordens do sistema nervoso.

O ponto comum de todas essas ações reside no seu potencial adaptogênico. Ervas adaptogênicas parecem possuir função bimodal de ação, determinando efeito estimulante ou sedativo dependendo da necessidade do indivíduo diante de uma situação particular. O intento terapêutico de um adaptógeno é promover uma ótima resposta para ambos, o stress interno e externo e prevenir morbidades induzidas pelo stress. 

Os componentes identificados até agora na Rhodiola rosea são:  fenóis (salidroside e sua aglicona tirosol), glicosídeos cinâmicos (rosina, rosavina e rosarina), flavonóides glicosilados (gossypetin-7-O-L-rhamnopyranosídeo e rhodioflavonosídeo) taninos, ácido gálico e seus ésteres, óleo essencial (os mais abundantes sendo n-Decanol, geraniol e 1,4-p-mentadien-7-ol).

Apesar de abranger as mesmas propriedades farmacológicas dos adaptógenos, Rhodiola rosea é mais eficaz na melhora do desempenho mental, da memória e do aprendizado. As plantas adaptogênicas que exibem efeito estimulante com uma única dose (como é o caso da Rhodiola rosea) contêm quantidades relativamente elevadas de compostos fenólicos estruturalmente relacionados com as catecolaminas que têm parte importante no sistema simpato-adrenal e no sistema nervoso central. Outra propriedade que tem sido sugerida para a Rhodiola rosea é a capacidade de regular significativamente a desordem do sono provocada por altas latitudes (altas latitudes têm o potencial de modificar o ciclo sono-vigília, descompassando-o dos outros ciclos circadianos), assim como a de melhorar a qualidade do sono em geral, sem produzir os efeitos negativos dos estimulantes sintéticos. Ela não provoca hipersonolência de rebote, não causa efeitos depressivos e não provoca dependência, tolerância nem abuso. Tendo sido uma das espécies mais intensamente estudadas, valendo ressaltar também que os trabalhos farmacológicos e clínicos levados a cabo com a Rhodiola rosea têm fornecido fortes evidências de que ela exerce atividade biológica sem quaisquer níveis de toxicidade detectáveis. Resultados de investigações anti-câncer in vivo em camundongos e ratos ainda sugerem elevada efetividade terapêutica para a Rhodiola rosea no campo da oncologia. Sabe-se até agora que ela é capaz de reagir contra os tumores de Ehrlich, B16 e de Levis, reforçar a atividade da ciclofosfamida e reduzir a sua hepatotoxicidade, bem como reforçar a atividade da adriamicina. Mas, pouco se sabe sobre seu mecanismo de ação anti-câncer. Acredita-se que a Rhodiola produz uma reação antimutagênica que reduz o número de cromossomos aberrantes e micronúcleos depois do tratamento in vivo com ciclofosfamida.


 

Indicação:

A Rhodiola rosea é indicada nos casos de insônia, ansiedade, depressão, tonturas, labirintites, zumbidos nos ouvidos, baixa resistência física, baixa imunidade, impotência, infecções e desordens do sistema nervoso.


 

Modo de usar:

A Rhodiola rósea, na maioria dos casos, deve ser utilizada em uma única vez ao dia, na concentração de 400mg, sempre pela manhã. Nos casos de depressão moderada e labirintites, poderá ser utilizada uma cápsula 2x ao dia.

Tabela de informações

Peso Produto
0,02 Kg

Avaliações

0.0
(0)
Sem avaliações até o momento!

Contato

Rua 24 de maio, 280 - Centro - Rio Grande/RS - CEP: 96200-003
(53) 3232-9987
[email protected]
91.142.695/0001-00

Formas de pagamento

certificados de segurança

Top